2.2.10

Untitled


Ontem me senti como um nada. Um dos meus melhores amigos precisou de mim; precisou muito. Ele precisava de uma mão; de um braço, pra ser mais exato, e eu estendi o meu. Estava pronto pra ajudar; queria ajudar. Mas na hora, fui impedido. É horrível ver uma das pessoas que eu mais gosto precisando e eu de mãos atadas. Ver os olhos meio inchados, querendo transbordar, e não fazer nada foi vergonhoso e doloroso. Fiquei preso em casa, mas devia ter fugido pela janela. Nem sei se você vai ler isso, mas mesmo assim: Minhas mais sentidas, verdadeiras e culpadas desculpas a você, meu amigo.

2010 está me surpreendendo e muito. Aconteceram tantas coisas; e graças a Deus, a sua grande maioria são coisas boas, que me deixaram e ainda me fazem feliz.
Confesso que alguns planos não funcionaram bem como eu queria e o único culpado sou eu, já que tudo dependia de mim. Estou me adaptando a uma nova rotina que não sei se vai durar muito - talvez me mude, talvez fique; talvez mude por dentro, talvez não.

Continuo andando no escuro, com poucos flashes pirracentos, que passam por mim algumas vezes, dilatando minha pupila e me deixando confuso de novo, em meio a escuridão. Não sei se é bem por isso que eu tive uma vontade louca de ler "Alice no País das Maravilhas". Tanto que mesmo estando no 2° Capítulo, já tenho noção do motivo do meu súbito interesse. O livro é como estou me sentindo ultimamente, sem noções de lógica física, de realidade ou mesmo de tempo. Estou gostando dos meus delírios momentâneos, de verdade.

Paciência em excesso para coisas complicadas, algumas idiotices para ocuparem minha cabeça por um bom tempo, maravilhado com o livro da Alice, e também com as pessoas que eu amo tanto, já que não existe viver sozinho. Aguardando uma resposta do futuro. Vamos ver que caminhos as coisas podem tomar.

3 comentários:

  1. eu te amo irmão

    tava com saudade de ler seu blog he

    Beijo meu menino

    ResponderExcluir
  2. "Perde-se também é caminho".


    hmmmm :)

    ResponderExcluir
  3. Ahh cara! Num esquenta nãoo! Eu sei que você queria ter ido. Mas mesmo assim, se eu não te agradeci, OBRIGADO cara!

    abraçãoo!

    ResponderExcluir